Engenharia do Hamburger

26 dUTC April dUTC 2008 Breno Farber

Olá leitores! Após um tempo sem visitas, recebemos muitas mensagens de fanáticos por lanches, que aguardavam ansiosos uma nova reportagem. Sendo assim, visitamos uma lanchonete que já havia recebido muitas mensagens de indicação: Engenharia do Hamburger.

A casa possui duas unidades, sendo sua matriz no bairro de Perdizes e uma filial no Campo Belo. Esta última foi a escolhida da vez para o nosso trabalho.

A lanchonete fica num lugar muito tranqüilo, nas proximidades do Shopping Ibirapuera, rodeada de edifícios residenciais. Para estacionar o carro, existem três vagas próprias na parte frontal da casa. Além destas, encontra-se facilmente opção na própria rua.

Engenharua do Hamburguer

Entrando no local, observamos que o espaço é pequeno, oferecendo poucas mesas. Na decoração, são utilizados alguns quadros de lanches, incluindo também três quadros especiais do maior piloto que o Brasil já viu: Ayrton Senna. O que incrementa bastante as vendas da Engenharia do Hamburger são os pedidos por telefone. O público da casa é formado, basicamente, por famílias moradoras da região. O atendimento foi eficiente, mesmo porque, eram poucos clientes naquele momento.

Na mesa, detalhe para os molhos, que são vários. Além dos tradicionais catchup e mostarda, tem também molho barbecue, pimenta, shoyu e um tubo de sal líquido. Isso mesmo, você o borrifa.

Pedimos três variações do famigerado X-Salada: um com catupiry, um com queijo parmesão e outro tradicional. Para acompanhar, uma porção de fritas e refrigerantes.

As batatas não demoraram a chegar. Aparentemente são produzidas localmente e não têm boa aparência, deixam muito a desejar. Logo após vieram os lanches. A versão com catupiry foi uma das mais recheadas, mas todas eram de bom tamanho. A maionese dos lanches é muito saborosa e veio em quantidade ideal. A alface utilizada é lisa.

O preço final do passeio é bem compatível com o porte da lanchonete: nenhuma atração muito especial, porém, oferece sanduíches bem saborosos. Gastamos aproximadamente R$17,00 cada um, já que éramos três.

Não deixe de visitar nossa galeria de fotos a fim de conhecer melhor a casa. Visite o guia para ver o mapa de como chegar ao local.

CHAPA QUENTE
Lanche caprichado
Preço interessante

VIAJOU NA MAIONESE
Local pequeno e simples

AVALIAÇÃO GERAL
****

Categoria: Visitas,Zona Sul


Trackback deste artigo

6 Responses to “Engenharia do Hamburger”

  1. Rafael says:

    Achei um pouco salgado o que cada um gastou,aqui em Santa Catarina os lanches são bem mais baratos e bem saborosos tb…em São Paulo e na maioria das cidades brasileiras os lanches são montados no estilo americano.Aqui e no Rio Grande do Sul a forma de montagem e os ingredientes do lanche são diferentes.No Rio Grande o x salada é prensado e o pão ´bem maior do que o normal.Em santa Catarina o x salda é um pouco mais completo e os molhos não vão dentro do x salada,um x salada aqui acompanha:alface,tomate,milho,ervilha,queijo,presunto,hamburguer,batata palha.O x salada até que é barato custa entre 3 e no maximo 3,50.Bem que vcs poderiam fazer um intercambio gastronomico e saborear os diferentes lanches do brasil.aqui fica o convite…abraço

  2. nilson says:

    Me descupem mas, x-salada de verdade só se come em são paulo, e na capital, o resto dos estados fica parecendo que vc montou ele no setor de saladas em restaurante por kilo. Cada lugar com sua especialidade, hamburguer e pizza é só aqui em Sampa.

  3. Heitor says:

    R$ 3,50!? Cara, sei q São Paulo é barato, mas assim…

    Esse é o problema de quem não é paulistano, gostam de fazer uma lambança nos sanduíches. Colocam tudo e fica sem gosto de nada….

  4. petrafan says:

    concordo. x-salada autêntico é em Sampa. nem no interior de SP se garante que o x-salada seja o autêntico, sem aquela maçaroca de coisas que se costuma colocar no sanduba e que desvirtuam o autêntico x-salada.
    mas olhando o nome dessa lanchonete, me lembrei de uma que não existe mais, se chamava Oficina do Sanduíche e ficava em uma paralela da Pedroso de Morais, perto da escola estadual Fernão Dias. alguém se lembra da Oficina do Sanduíche?

  5. Célia says:

    Já comi hamburguer no sul, é pronto, tipo sadia e perdigão, com um monte de coisa que mais parece vegetariano, para esconder a carne sem sabor, não vale a pena mesmo sendo barato.



Busca

Calendário

November 2017
S M T W T F S
« May    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Últimos Artigos

Categorias

Publicações