Artigos da categoria 'Visitas'

Guga’s Burger

2 Comentários 8 dUTC December dUTC 2007

Hoje foi dia de mais uma visita na zona leste de São Paulo. O bairro da Mooca é conhecido na cidade por sua cultura e culinária italiana, porém, nos últimos tempos, está demonstrando muita qualidade em outro segmento: lanchonetes. Prova disso são as visitas que fizemos no Road Burger e The Burger, duas lanchonetes que estão em alta de cliques em nosso site. A escolha desta vez foi a Guga’s Burger, situada na Rua Juventus, bem próxima ao próprio Clube Juventus e à Avenida Paes de Barros.

Para quem chega de carro, a lanchonete reserva alguns lugares na porta com cones, também é possível deixar o carro em estacionamentos próximos ao local ou em algum lugar na rua.

Entrando na lanchonete, fui recepcionado pelo Douglas. Posteriormente, descobri que ele é o proprietário do local. Além dele, havia uma garçonete para o atendimento. Durante a semana, existem, esporadicamente, atrações especiais como a Terça-Rock, FuteQuarta e SuperQuinta. A casa não possui muitos lugares, apenas umas 15 mesas. No momento de casa cheia, o atendimento perdeu um pouco de qualidade.

Gugas Burger

Cardápio na mão, hora de escolher os lanches. A parte de hambúrgueres possui os mais tradicionais lanches divididos em: Hambúrguer 120 gramas e Hambúrguer de Picanha 150 gramas. É possível usar a criatividade e montar outros sanduíches com os acompanhamentos à parte (champignon, tártaro, queijos, bacon, ovo, vinagrete e creme de milho). Pedimos um X-Salada Picanha (R$10,50), X-Burger (R$6,40) e um Beirute Completo (Filé Mignom) pequeno (R$12,50). Destaque também para o lanche que é a especialidade da casa: Guga´s Burger XX (R$13,00), o qual leva hambúrguer de picanha com queijo por cima e por dentro. Isso mesmo, queijo por dentro do hambúrguer como se fosse um polpetone. Para acompanhar os lanches, pedimos uma porção de Nuggets com 12 pedaços (R$6,60), além de Chopp Brahma e refrigerantes.

Os lanches e as bebidas chegaram logo, faltando apenas a porção extra de maionese, que precisou ser cobrada novamente para que chegasse. Os Nuggets são do tipo Perdigão/Sadia que compramos congelados no supermercado. Assim que começamos a petiscar o frango, vieram os sanduíches. O tamanho deles é bastante justo, são bem recheados e o beirute pequeno alimenta facilmente uma pessoa com apetite normal.

Aos poucos a lanchonete foi ficando mais movimentada e recebendo muitos clientes, sendo a maioria, freqüentadores tradicionais que já conheciam o dono e os atendentes. Para pagar, a casa aceita cartões e tickets. Quem mora na região pode pedir pelo delivery e quem não mora pode conferir pessoalmente. Confira o mapa e a galeria de fotos do local.

CHAPA QUENTE
Ser atendido pelo proprietário
Preço justo

VIAJOU NA MAIONESE
Atendimento se atrapalha um pouco com a casa cheia

AVALIAÇÃO GERAL
****

Categoria: Visitas,Zona Leste

The Burger

1 Comentário 25 dUTC November dUTC 2007

Nesse último final de semana, resolvi fazer uma homenagem a um dos grandes clubes de futebol da cidade, indo a uma lanchonete pertencente ao bairro do clube.

A lanchonete escolhida foi o The Burger, no bairro da Mooca. O motivo da escolha foi o título da Copa Federação Paulista de Futebol por parte do Juventus. Por incrível que pareça, essa é a segunda vez que vou a essa lanchonete em títulos do Moleque Travesso. Quando o simpático time da Mooca conquistou o título da segunda divisão paulista em 2005, também fui lá.

The Burger

Cheguei ao local por volta das 19:40 do domingo. O lugar estava vazio, com alguns casais nos sofás. Estacionei o carro na rua e escolhi um dos sofás juntamente com a minha namorada. Apesar das poucas pessoas no salão, os garçons estavam “ansiosos” para retirar o pedido, indo duas vezes a nossa mesa enquanto líamos o cardápio.

A decoração da lanchonete lembra os anos 60 e o tema é uma garagem. Todos os garçons vestem uma espécie de macacão de mecânico e os lanches levam o nome de carros famosos, como Porsche e Cadilac (minha escolha, com molho especial e cebola frita). Minha namorada escolheu o seu lanche favorito, o X-Salada Bacon. Um milk-shake de Ovomaltine e uma porção de fritas acompanharam nosso pedido.

As fritas vieram logo e não decepcionaram. São as batatas “padrão” das lanchonetes. O shake veio em seguida e tem um sabor muito bom, além de não ser tão carregado em Ovomaltine como o shake da cadeia de “fast-food”.

Os lanches são gostosos, em um tamanho razoável. O X-Salada Bacon não tem nada de extraordinário, já o Cadilac tem um molho especial muito saboroso além da alface picada; só achei que veio pouco molho e muita cebola.

Para pagar, cartões de débito. Caso queira pedir um lanche em casa, a lanchonete tem serviço de entrega. Visite nossa galeria de fotos e o mapa da lanchonete.

CHAPA QUENTE
Decoração

VIAJOU NA MAIONESE
Muita cebola no Cadilac
Garçons “ansiosos”

AVALIAÇÃO GERAL
****

Categoria: Visitas,Zona Leste

Dizzy

11 Comentários 10 dUTC November dUTC 2007

Olá leitores! Primeiramente, gostaria de pedir desculpas por ficarmos tanto tempo sem reportagens. O fato é que nossos compromissos, principalmente do nosso trabalho (fonte de renda), estavam nos deixando muito ocupados. Para compensar, voltamos com uma dica de lanchonete não muito conhecida, mas que deixa para trás uma porção de casas famosas. Estou falando da Lanchonete Dizzy, localizada no coração da Vila Maria.

Acomodada na movimentada Avenida Guilherme Cotching, a lanchonete fica de esquina com uma rua bem tranqüila, boa para estacionar o carro e deixá-lo sob o cuidado do flanelinha de plantão.

Dizzy

A casa é bem simples, possui apenas um balcão de frente para chapa com aproximadamente 25 lugares e uma elegante TV de plasma na parede. O cardápio mostra a diversidade de lanches, pratos, saladas e o famoso carro chefe da casa, os beirutes.

Pedimos um X-Salada (R$10,00), um X-Egg-Bacon (R$11,00) e um beirute de Filé Mignon (R$29,00) para dividir entre 2 pessoas. Para acompanhar, fritas e refrigerantes.

As batatas chegaram claras e saborosas, sem excesso de gordura. Logo após, vieram os dois lanches. Tamanho caprichado, eles são bem servidos e montados. Destaque para o X-Egg-Bacon que chegou extravasando recheio, principalmente bacon. Mais 2 minutos e finalmente chegou o astro da casa: o beirute, que é realmente enorme; um dos maiores já presenciados pela equipe do X-Fanáticos.

Enquanto degustávamos nossos sanduíches, o “entra e sai” da lanchonete foi bastante movimentado. Muitos clientes apenas faziam pedidos para levar, ao passo que outros, aguardavam em média 5 a 10 minutos por um lugar no concorrido balcão. A lanchonete é um ótimo local para apreciar bons lanches, mas o ambiente não é propício para bater papo com amigos ou impressionar a esposa/namorada.

A Dizzy aceita ticket´s e cartões para o pagamento. Não deixe de conferir nossa galeria de fotos. Caso queira comprovar tudo pessoalmente, acesse o guia e o mapa que fizemos para você não se perder.

CHAPA QUENTE
Beirute tamanho gigante
Sanduíche de qualidade

VIAJOU NA MAIONESE
O preço equivale a uma lanchonete mais estruturada

AVALIAÇÃO GERAL
****

Categoria: Visitas,Zona Norte

Marques Hamburguer

6 Comentários 13 dUTC October dUTC 2007

“Uma lanchonete peso pesado”: é assim que defino o Marques, uma casa conhecida e tradicional da zona norte de São Paulo.

Chegamos relativamente cedo para um sábado, a fim de evitar grandes filas. Sábia escolha, pois na hora da saída, já havia uma fila razoável.

A casa possui um estacionamento na rua ao lado, fica um pouco escondido, mas é gratuito.

Marques

O cardápio não é dos mais explicativos, não tem fotos e as letras são pequenas, causando certo desconforto na leitura; tanto que meu caro amigo Breno quase não localizou o x-salada. Depois que o Breno ACHOU, pediu o lanche com o acréscimo de cebola frita. Eu pedi um x-salada catupiri e minha namorada, um x-salada italiana, com queijo provolone e salame. Fritas para acompanhar e refrigerantes para beber.

Tudo no Marques é exagerado. Os beirutes que passavam ao nosso lado não combinavam com a descrição “para duas pessoas”, que consta no cardápio.

As fritas são grandes, embora a porção não seja exagerada. Mas, quando os lanches chegaram, quase enfartei; eram enormes, gigantes. Prefiro não comentar muito, apenas peço para você ver com seus próprios olhos em nossa galeria.

Apesar de muito recheio, não se distingue claramente o sabor de cada ingrediente. Porém, se o seu interesse é comer muito, é só olhar o mapa no nosso guia e ir correndo.

CHAPA QUENTE
Lanches grandes
Televisores com PPV do Campeonato Brasileiro

VIAJOU NA MAIONESE
Lanche mal distribuído
Estacionamento escondido

AVALIAÇÃO GERAL
****

Categoria: Visitas,Zona Norte

Lanchonete da Cidade

10 Comentários 29 dUTC September dUTC 2007

Desde que iniciamos o site, recebemos muitas mensagens para que visitássemos a Lanchonete da Cidade. Um local que, em pouco tempo, conseguiu ganhar prestígio no âmago dos Jardins. Após cinco meses de trabalho, resolvemos carimbar nossa honrosa vigésima visita nela, que é uma das casas da Cia. Tradicional de Comércio, que entre outras, também administra a Pizzaria Bráz e o Bar Pirajá.

Antes de estacionar o carro numa vaga na rua, já pudemos perceber o grande movimento do local. Para quem prefere mais comodidade, pode optar por pagar R$10,00 pelo serviço de valet. Na entrada, havia cerca de 20 pessoas aguardando para serem chamadas. Deixamos nosso registro com o atendente, solicitamos mesa para três pessoas e aguardamos sentados num dos bancos da calçada. Neste ínterim, um garçom nos trouxe o cardápio e ofereceu que fizéssemos um pedido enquanto esperávamos, porém, não quisemos pedir nada.

Lanchonete da Cidade

O cardápio é bastante colorido e, como não poderia deixar de ser, apresenta os itens da casa com nomes típicos da cidade. Alguns hambúrgueres interessantes são: Quitandinha (vegetariano), Piu Piu (frango), Chic (salmão) e Tropicália (lingüiça). Dois bairros tradicionais são homenageados: Mooca (lanche à milanesa com mussarela de búfala, rúcula, tomate, berinjela e abobrinha) e Leblon (queijo camambert, bacon, tomate e alface ervas). Outro detalhe bastante interessante é a homenagem que ele faz com os hambúrgueres,onde o cardápio diz que eles aprenderam a prepará-los quando conheceram a Lanchonete do Seu Oswaldo e uma outra, onde um quadro informa que caso você queira degustar um beirute, deve visitar o Frevinho. As duas lanchonetes citadas já foram visitadas pelos X-Fanáticos.

Logo que sentamos, fomos apresentados ao garçom que iria nos atender naquela noite. O atendimento foi um pouco confuso. Nem todos os funcionários podiam anotar pedidos e, quando precisávamos solicitar algo, tínhamos que esperar. A decoração é bem limpa e agradável. Destaque para alguns detalhes “retrôs” como: discos de vinil e um jogo Gênius. A fachada da lanchonete é toda de vidro, o que possibilita observar o movimento da rua.

Vamos ao que interessa: pedimos um X-Salada Clássico (R$16,50), um Tropicália (leva lingüiça, molho de tomate, queijo com provolone e maionese – R$17,50) e, para fechar, o célebre carro-chefe da casa: Bombom (220 gramas de hambúrguer e molho de tomate – R$14,50). Todos os hambúrgueres são grelhados em brasa de carvão. Pedimos também uma porção de fritas (R$9,50). A lanchonete também oferece outros tipos de batatas muito interessantes como a Batata Doce em rodelas.

Apesar da casa cheia, os lanches não demoraram a chegar. Conforme o cardápio, os lanches vêm com aroma de churrasco. O Bombom, conhecido por ter um hambúrguer enorme, à primeira vista parece não ser muito grande, mas depois de algumas mordidas, ele realmente garante sua fama. O molho de tomate demonstra mais uma vez o Seu Oswaldo criando moda. O X-Salada também tem um sabor diferenciado, chega a justificar seu preço um pouco acima das outras lanchonetes. O Tropicália vem bastante recheado em um pão semelhante ao do Bombom, é um tipo de pão francês preparado na forma de pão de hambúrguer; esperávamos que ele fosse um pouco duro e isso se confirmou em um deles.

Na hora de pagar, um pouco mais de espera até chegar a conta. A casa aceita várias formas de pagamento e o garçom trouxe máquinas de cartão em nossa mesa. Levantamos e cedemos nossos lugares ao próximo grupo que aguardava do lado de fora.

Não deixe de conferir as fotos que tiramos do local. Visite também nosso guia, lá você acessa o telefone, endereço e o mapa da Lanchonete da Cidade.

CHAPA QUENTE
Ambiente clean e agradável
Lanches diferentes

VIAJOU NA MAIONESE
Atendimento ficou devendo um pouco
Faltou um som ambiente típico

AVALIAÇÃO GERAL
****½

Categoria: Visitas,Zona Sul

Próximos artigos Artigos anteriores



Busca

Calendário

November 2021
S M T W T F S
« May    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Últimos Artigos

Categorias

Publicações

Busca